1 de julho de 2015

O mercado informal no Brasil

O mercado informal é forte no Brasil. Em 2014, a chamada economia subterrânea movimentou o volume de R$ 830 bilhões, correspondente a 16,3% do PIB. O baixo crescimento da economia, a desaceleração, o aperto no crédito, a pesada carga tributária, a excessiva burocracia, os custos elevados e a falta de empregos formais comprimem os setores produtivos. O point do mercado informal é o contrabando, o tráfico de drogas e as fraudes. Fato comum nos países subdesenvolvidos e emergentes. Os líderes do mercado informal são os camelôs, os barraqueiros, os donos de fábricas de fundo de quintal. A consequência direta do mercado informal é a perda de arrecadação tributária e previdenciária. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE