28 de julho de 2015

Péssimo desempenho das exportações brasileira

O Brasil beira o abismo. Absorvendo graves consequências. Fragilizado, o país estrebucha. Prostrado ao chão, nota as principais pilastras de sustentação estremecidas com o desaparecimento da confiança dos investidores que se mandaram. Com o pesadelo do péssimo desempenho das exportações no semestre passado. Com o irreal saldo comercial de US$ 2,2 bilhões, que não estimula, face a queda das importações e da brutal desaceleração econômica. Cambaleante nas investidas, nem a desvalorização do real ameniza a crise política que permanece doidona, empurrando o Brasil para o negativismo. Agigantando a onda de pessimismo da população. Retraída com a crítica desenvoltura do mercado, abaixo da média, herdada dos últimos governos. Foto: Ernesto de Souza. Carlos Ivan. Olinda/PE