30 de julho de 2015

Preços contaminados x Reajuste nas contas de água

A carestia reina no Brasil. Os preços sobem enquanto o salário se arrasta. Não importa o sufoco financeiro do cidadão, vítima de aumentos gerais, na gasolina, energia e no gás de cozinha. Apesar da renda defasada, a Agência Reguladora de Pernambuco-Arpe autoriza aumentos na conta d’água alegando elevação dos custos operacionais, principalmente de energia elétrica, item bastante utilizado na produção de água potável. Pra junho o segundo reajuste da Compesa foi de 3,51%.  Em março passado a tarifa de água já tinha sido reajustada em 8,5%. O acúmulo de aumentos no mesmo ano aproxima-se de 12%. Muito embora chova reclamações de usuários contra a Compesa pela precariedade dos serviços oferecidos. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE