4 de julho de 2015

Recursos mal aplicado

Investir em instrução básica fez os Estados Unidos, Hong Kong, Cingapura e Suíça desenvolverem-se, ocuparem lideranças no ranking mundial de competitividade. Apesar de investir valor correspondente a 5,70% do PIB, mais do que o Reino Unido, 5,60%, Suíça e Estados Unidos, 5,50%, o Brasil perde posição, é subdesenvolvido. Em vez de direcionar os recursos para o ensino básico, prioriza o ensino superior. Por isso, a educação básica brasileira não tem qualidade, não qualifica a mão de obra. Com isso o país apresenta baixa produtividade, a economia não obtém um desenvolvimento econômico à altura dos competidores mundiais e o setor industrial não consegue inovar como devia. Foto: Maria Albênia Silva. Carlos Ivan. Olinda/PE