2 de agosto de 2015

Deficiente distribuição de água e haja desperdício

Na distribuição de água à população, o Brasil é ineficiente. Além da escassez do produto em algumas regiões, o desperdício é inevitável. Em 2013, o desperdício chegou a 37%. Perdeu 6,53 bilhões de metros cúbicos de água que trouxe um prejuízo de R$ 8 bilhões para as companhias distribuidoras. A Região Norte registrou o maior volume de desperdício, causado por vazamentos, ligações clandestinas e falta de hidrômetros nas casas. No Nordeste a situação foi semelhante. Somente a Região Sudeste experimentou melhor situação hídrica. Segundo o Plano Nacional de Saneamento Básico, somente em 2033, o Brasil talvez consiga sanar as deficiências. Foto: Firmino Caetano Junior.  Carlos Ivan. Olinda/PE