22 de setembro de 2015

É impatriótico o PSDB ignorar a crise fiscal

Como maior partido da Oposição, o PSDB não tem o direito de ignorar a crise que aflige o país, com repercussão no emprego e na renda dos trabalhadores, na alta da inflação, na elevação do dólar, no corte de propagandas sociais, e o que é mais grave: na falta de confiança  dos brasileiros no futuro da nação. É responsabilidade do senador Aécio Neves, sim, dar também sua parceria de contribuição, não ao governo, mas ao Brasil, ajudando a propor soluções para o equilíbrio das contas públicas e a retomada do desenvolvimento, Só ficar repetindo que Dilma praticou "estelionato eleitoral" em 2014 e que o PT é responsável pela grave situação em que se encontra já cansou os brasileiros, que querem ver soluções para tirar o país da crise, e não o seu agravamento. Aécio já tem maturidade suficiente para saber que se o ajuste das contas pública não for feito agora, essa bomba vai estourar nas mãos dele e do seu partido em janeiro de 2019. Foto: Firmino Caetano Junior. Inaldo Sampaio. Jornalista