9 de outubro de 2015

Casa da Cultura abandonada

O artesanato nasce da criatividade, funciona como lembrança do local visitado, marca a identidade de um povo. Aliando a sensibilidade do artesão com a técnica de produção, obtém-se um valor sócio econômico capaz de valorizar a tradição, gerando emprego e renda na região. No Recife, a Casa de Cultura, no centro da cidade, funciona há 40 anos como um espaço cultural para atrair turistas. Empolgar visitantes que deixam receitas. Mas, o descaso da Fundarpe deixa à mostra a precária infraestrutura do espaço, acentua a insegurança do local, revela a sujeira dos banheiros que servem de motivos para prejudicar as vendas, expulsar a clientela, afetar o lazer, enfraquecer o turismo, agredir o artesanato pernambucano reconhecido mundialmente como um produto de enorme atração cultural e comercial. Foto: Clovis Campelo. Carlos Ivan. Olinda/PE