23 de novembro de 2015

50% das árvores em risco na Amazônia

Cerca de metade das 15 mil espécies de árvores na Amazônia está ameaçada pela desmatamento, de acordo com um estudo internacional divulgado semana passada. Pelo menos 36% e até 57% de todas as espécies de árvores na Amazônia podem ser classificadas como ameaçadas, relata a pesquisa publicada na "Science Advances", que usou critérios da Union for Conservation of Nature (IUCN). Se o cenário continuar no ritmo atual, cerca de 40% da selva original amazônica estará destruída até 2050, advertiram os especialistas. Eles acrescentam, porém, que, se forem tomadas estritas medidas de conservação , esse número pode cair pela metade. A boa notícia é que importantes populações de árvores em perigo estão nas zonas protegidas da região amazônica. De acordo com os pesquisadores, é chave manter uma vigilância constante de espécies valiosas, como a castanha-do-pará- 63 dos quais podem se perder até 2050-, caso se queira preservar a capacidade de absorção de dióxido de carbono dessa região. Se este panorama não mudar, o cacau pode recuar em 50% em 35 anos, e a palma de açaí, em 75%, completou o estudo, que contou com pesquisadores de 21 países. Foto: Luciano Moura. Fonte: Agência Frances Pressa.