15 de novembro de 2015

Dia mundial do Diabetes é lembrado na capital do frevo

Dona Darci Maria da Silva, 70 anos, foi diagnosticada com diabetes há 10 anos. Na manhã desta sexta-feira (13), ela participou da ação da Secretaria de Saúde do Recife, realizada no Parque 13 de Maio, para chamar atenção para o Dia Mundial de Diabetes, celebrado dia 14. Quem passava pelo local, fez exercícios com professores da Academia da Cidade e passou por testes de glicose e aferição de pressão. Hábitos que dona Darci teve de adotar. "Quando tem essas atividades, sempre participo. Para mim é ótimo porque consigo monitorar a glicose e a pressão", falou a aposentada, que controla doença através de atividades físicas. A frequentadora assídua da Academia da Cidade, Maria Madalena Soares, de 58 anos, também passou a fazer o mesmo. "Minha taxa estava em 130, agora vi que já diminuiu, ficando em 117. Vou continuar me cuidando", afirmou a dona de casa. Atualmente, 29.787 pessoas têm diabetes tipo 2 – a mais comum entre os tipos da doença. A taxa alterada se torna um fator de risco para outras doenças. É a principal causa de cegueira e amputação de membros inferiores. "A enfermidade é silenciosa e só é possível identificar realizando o teste glicêmico ou exame de sangue. A melhor maneira para prevenir é a prática de hábitos de vida saudável, como realizar exercícios físicos, diminuir o açúcar, doces e massas", afirmou o diretor médico do Centro Ermírio de Moraes, Silvio Paffer. Foto: Luciano Ferreira. Secretaria de Saúde do Recife