14 de novembro de 2015

Faixa que ninguém respeita pela falta de fiscalização

A Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano e Companhia de Trânsito e Transporte Urbano, implantaram a primeira Faixa Azul, como foram batizados os corredores exclusivos para ônibus no ano passado. A via escolhida para estrear a ação foi a Rua Cosme Viana, no bairro de Afogados, que tem 1,6 quilômetro, e liga a Avenida Abdias de Carvalho à Rua Doutor Adelino, dando prioridade ao transporte público. Este foi o primeiro de seis corredores que receberam a iniciativa até junho de 2014. Ao final das implantações, serão cerca de 60 quilômetros de faixas exclusivas para o transporte público. Atualmente, existem seis quilômetros de corredor exclusivo no Recife. Desde 2008, não eram implantados novas faixas segundo informação na época da prefeitura. A fiscalização seria realizada, a princípio, através dos agentes de trânsito da Companhia. Posteriormente, seriam instalados equipamentos de fiscalização eletrônica para coibir a invasão de automóveis no corredor. Além dos ônibus, também teriam ter acesso às Faixas Azuis os táxis que estiverem transportando passageiros durante o trajeto. Os demais veículos só poderiam entrar no corredor quando precisarem realizar conversões e acessar os lotes à direita. A sinalização horizontal vai mostrar aos condutores, quando a linha for pontilhada, que é possível entrar na faixa. É importante salientar que o tráfego dos veículos comuns no corredor só será permitido por 20 metros, segundo também informação repassada. Na verdade tudo não passa de conservar para boi dormir, pois essas faixas não estão sendo respeitadas, o que não deixa de ser lamentável. Foto: Prefeitura da cidade do Recife