8 de janeiro de 2016

Flanelinhas fazem o que querem e ninguém toma providência

O recifense não tem mais onde estacionar. Os flanelinhas fazem o que querem, impõem as suas leis e nós, pobres mortais, que nos lixemos. E o pior é quando você se depara com um flana marginal. Ou você dá, ou desce! Eu não aguento sequer uma tapa, mas tem situação que não dá para engolir. Estou deixando de ir ao teatro, aos shows e até ao Recife Antigo, local que eu adoro. Fui a uma festa no bairro Benfica e quando tentava estacionar já chegou a "autoridade". Quando desci, o flana me apresentou este lindo e característico "recibo" da foto. Geralmente eu recuso o "recibo", mas desta vez me manquei. Só não aceitei quando ele disse que o pagamento era antecipado. Ela só fez resmungar. Na volta, como sempre ocorre, ele não estava mais lá. mas o seu substituto sim. Fiz o devido pagamento e fui para casa, na santa paz de Deus. Foto: João Câncio da Costa Ferreira Filho. Recife/PE