19 de fevereiro de 2016

Governo de Pernambuco desvaloriza professores

Com mais de dezoito mil professores contratados temporariamente, o governo do Estado de Pernambuco, Paulo Câmara, através da Secretária de Educação, abre concurso público para apenas três mil vagas. Além disso, em total  desrespeito  às recomendações da Lei de Diretrizes e Bases, o edital permite convocação de candidatos  aprovados nas disciplinas de Química, Física e Matemática, assumirem as vagas, sem que estes tenham habilitação em licenciatura plena, algo obrigatório para exercer a função. Inconcebível, não  podemos aceitar mais esse descaso, desmando e desvalorização profissional da classe. Foto: Maria. Albênia Silva. Camaragibe/PE