11 de junho de 2016

Por que o Recife é um caos em dias de chuva?

A época de chuvas chega e, a cada ano, tornam-se mais frequentes as cenas de alagamento na Região Metropolitana do Grande Recife. Locomover-se nas cidades, missão já complicada em dia de sol, torna-se quase impossível com as chuvas. Quais os motivadores do caos urbano na capital pernambucana e o que precisa ser feito para mudar essa realidade? O problema teve início há séculos, quando decidiram construir a cidade sobre uma região de alagado. O ecossistema não suporta essa densidade habitacional, com tantos edifícios. Para completar, não há rede eficiente de esgoto e nem manejo das água da chuva. A pouca rede que seria para águas pluviais acaba usada para esgoto. O escoamento das águas da chuva é um outro problema. As prefeituras priorizam o asfaltamento mas esquecem de pensar nas galerias. O sistema precisa também de bombeamento. O Recife é no nível do mar. Em dias de maré alta, o escoamento fica complicado. Os bairros mais pobres são os que mais sofrem porque sequer há política de escoamento pensada para essa comunidades. Foto: Firmino Caetano Junior. Vinícius Sobreira. Recife/PE