11 de setembro de 2013

Poste da morte no Recife

Este poste desativado instalado no canteiro divisor de pista da Avenida Caxangá, onde está sendo realizadas as obras do corredor Leste/Oeste, no bairro do Cordeiro, de frente à Avenida do Forte e de lado do Parque de Exposição de Animais, além de torto, dá para observar pela foto, que na parte que fica perto do topo, tem rachaduras que pode com o tempo partir o poste ao meio e vir a pique. Com os fortes ventos que estão fazendo na capital de Pernambuco, o dito cujo balança para lá e para cá, e já não caiu porque não chegou a hora. Se isso vir a acontecer (o mais provável), com certeza vai matar quem estiver passando a pé embaixo dele (um funcionário das obras por exemplo) ou mesmo cair em cima de um carro ou ônibus que são centenas deles qiue circulam pelo local todos os dias, ferindo seus ocupantes ou mesmo levando a óbito grande número de pessoas. É preciso que a Secretaria das Cidades (leia-se governo do estado) que é o administrador das obras onde o mesmo está localizado, tome uma providência urgente, para que este poste da morte seja retirado do local o mais rápido possível, pois alem do perigo que oferece, é uma peça inútil só esperando vítima (as) inocente. Mas, é bom agir rápido antes que a tragédia não aconteça. Foto: Firmino Caetano Junior. Recife/PE