16 de outubro de 2013

Governo quer dinheiro para Arena Pernambuco e quem vai pagar conta?

Votado em regime de urgência, no plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco, o Projeto de Lei º 1655/2013, que autoriza o aporte de recursos no Contrato de Concessão Administrativa para a exploração da Arena da Copa, recebeu voto contrário do deputados Daniel Coelho, líder da oposição ao governo. O parlamentar, utilizou-se de uma manobra regimental para tentar derrotar este projeto que autorizava o empréstimo de 175 milhões de dólares junto ao Bird. Com apenas 22 parlamentares no plenário, Daniel pediu que fosse feita a votação nominal, o que faria com que a matéria fosse arquivada, caso houvesse a votação. Porém antes da votação, no entanto, o deputado André Campos (PSB) solicitou a verificação de quórum, o que impediu o arquivamento da matéria, apenas adiando-a para uma nova votação. Segundo o deputado a sociedade não teve a oportunidade de compreender como se deu o contrato entre o governo de Pernambuco e a Arena. Parecia que era um negócio bom para o Estado, mas posteriormente se soube que a falta de receita, provocada pelo fato de Sport e Santa Cruz não mandarem seus jogos no estádio, por exemplo, teria que ser paga pelo governo. Ou seja, há a necessidade de que haja um repasse de dinheiro público inclusive de quem não gosta de futebol e isso não é justo, na opinião do parlamentar. Foto: Paulo Augusto.