18 de abril de 2014

Semana Santa com vinho, carne não aconselhável e haja fila para comprar o peixe

Durante a semana santa, a igreja católica conselha seus fiéis para não comerem carne. Coitados dos mais carentes, pois como conseguir dinheiro para comprar peixe e o bacalhau, que diga-se de passagem, custa o quilo quase o preço de um carro? O jeito vai ser comer sardinha em lata e olhe lá. A igreja ao invés de aconselha a não comer carne, deveria não liberar o consumo do vinho, uma bebida de alto teor alcoólico, pelo seguinte motivo: Todos os anos, são milhares de fiéis embriagados e cometendo um pecado maior: Matando o povo por atropelamento dirigindo embriagado, agredindo esposas, gastando o salário recebido e em muitos casos, causando despesa para nós contribuintes, pois quando os acidentes acontecem, a sua maioria são atendidos em hospitais público (SUS) e adivinhem quem paga à conta? Outro detalhe é que devido ao álcool ingerido, pratica crimes ou mais diversos e banais, e até mesmo contra familiares. Logo após este ato, muitos praticando até o suicídio. Pergunto: Já  não estaria a igreja católica na hora de mudar com este conceito? Foto: Firmino Caetano Junior. Recife/PE.