29 de junho de 2014

Pacientes amontoados em corredor de hospital

Usando o tradicional jeitinho brasileiro, o país levantou rápido um mar de verbas para construir caríssimos estádios de futebol, no padrão FIFA, visando a Copa do Mundo. Enquanto isso, os hospitais públicos enfrentam estado de calamidade no atendimento aos pacientes. Depois então que inventou de ampliar o setor de emergência, a situação no Hospital Getúlio Vargas, outrora referência em ortopedia, piorou e muito. Os maqueiros amontoam pacientes em cadeiras velhas, deitados em macas quebradas ou simplesmente jogados no chão, sem o menor cuidado. É bem verdade que o atendimento na emergência deste hospital duplica nos fins de semana em função da quantidade dos acidentes de trânsito, principalmente de motos. Porém, não se concebe a falta de investimentos por parte da Secretaria Estadual de Saúde nesta unidade hospitalar, que é a sétima emergência hospitalar da Região Metropolitana do Recife, na especialidade de ortopedia. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE