12 de julho de 2014

Peças artesanais apreendidas pela Polícia Federal

Operação permanente do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis) com apoio da Polícia Federal, denominada “Moda Triste" foi deflagrada na tarde do dia 09.07.2014 com vista à coibir o comércio de objetos de decoração e artesanato produzidos com partes de animais silvestres nativos. Prática proibida pela legislação ambiental (Lei Federal 9.605/98). A ação concentrou-se na fiscalização de estabelecimentos onde se comercializa esse tipo de produto e prática ilícita em vistoria prévia e não ostensiva na Feira Nacional de Negócio de Artesanato. Ao ser constatado a venda a Polícia Federal foi acionada onde através de uma ação conjunta foi arrecadado centenas de objetos suspeitos de terem sido produzidos com partes (penas) de animais silvestres nativos protegidos em virtude do risco de serem extintos. No local foram vistoriados 12 boxes onde eram comercializados artesanato indígena, sendo flagrado tais práticas ilícitas em nove desses pontos. Foram apreendidos 815 peças de artesanatos elaborados com penas de animais silvestres sendo oriundas de: araras, papagaios, garças, carcarás e urubus. Foto: Divulgação da Polícia Federal para o blog As Mazelas do Recife