1 de setembro de 2014

Delegacias de polícia em sua maioria em estado lastimável

As autoridades pernambucanas têm mostrado dados comprovando a redução da taxa de homicídios na cidade do Recife/PE. Porém, diante do lastimável estado em que se encontra boa parte das delegacias de polícias, fica difícil para a sociedade acreditar em tais estatísticas.  Segundo levantamento do Sindicato das Polícias Civis de Pernambuco, realizado em 172 das 285 delegacias abertas ao púbico, a situação é de penúria. Os escassos prédios, além de ultrapassados, necessitam de reformas para reparar a avançada degradação. Policiais deparam com equipamentos obsoletos, reclamam a falta de espaços para guardar os entulhos confiscados de terceiros, queixam-se da necessidade de coletes balísticos com prazo de validade em dia, da carência de xadrez e por aí vai. As viaturas em serviço pedem revisão imediata, e a pouca existência de delegacias especializadas burocratiza o serviço policial. São as carências que fazem as ocorrências de homicídios cresceram, atrasar diligências, favorecer a impunidade. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE