10 de setembro de 2014

Procure ajuda de um médico, deixando de lado o preconceito e a vergonha

Vivemos uma era de contradições, apesar dos inúmeros avanços científicos e tecnológicos em todas as áreas do conhecimento e da atuação humana observamos diariamente um aumento da violência gratuita, sendo que até uma mera discussão no trânsito gera vítimas fatais ou pequenos problemas culminam em suicídio. Paradoxalmente os cidadãos possuem modernos meios de transporte, educação comunicação, entretanto ignoram a antiga frase "conhece-te a ti mesmo" e ao invés de utilizar as dádivas tecnológicas para o autoconhecimento e aprimoramento pessoal, as empregam em função da própria alienação ou diversões tolas. O cotidiano estressante, as dificuldades diárias em casa e no trabalho impedem que as pessoas percebam que estão deprimidas ou com graves problemas mentais e não procuram auxílio, preferindo refugiar-se nas drogas, principalmente o álcool e assim agravando os sintomas. O Estado e os municípios disponibilizam psicólogos e psiquiatras que oferecem um ótimo atendimento gratuito, assim cabe ao cidadão abandonar o preconceito e a vergonha e procurar auxílio quando perceber que o estresse está além dos limites, desse modo evitará problemas à sua família, para a sociedade e ao Estado. Foto: Firmino Caetano Junior. Daniel Marques. Virginópolis/MG