30 de outubro de 2014

Muito dinheiro arrecadado e péssimos serviços oferecidos à população

O Brasil figura como um dos campões no mundo em arrecadação de impostos possui uma das mais pesadas cargas tributárias, mas tem a indelicadeza de oferecer uma das piores qualidades de vida à população. Dar ao povo um dos piores serviços públicos do mundo. O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação, analisou a situação de 30 países, atendo-se à comparação entre a arrecadação de impostos, o Produto Interno Bruto e o Índice de Desenvolvimento Humano e a discrepância é enorme. Comprovou que o Brasil prefere ver o dinheiro público desaparecer pelas vias do desvio de recursos, através de criminosas licitações e de Caixa 2, a ter as verbas bem aplicadas a serviço da sociedade. Vergonhosamente, no item retorno dos impostos recolhidos, o Brasil perde para o Uruguai e a Argentina, países menores em extensão territorial, mais com inferior volume de arrecadação. Nem os belos exemplos dos Estados Unidos, Austrália e Irlanda, que se orgulham de dar aos seus cidadãos maravilhoso bem-estar social, servem para abrir os olhos dos governantes brasileiros que preferem permanecer cegos. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE