6 de novembro de 2014

Todos deveriam ter carteira de Trabalho

Para diminuir o custo da máquina pública, cara, ineficiente e corrupta, sugiro que os cidadãos pressionem, via internet, rádios, jornais, televisão, redes sociais, blogs, para que as leis válidas para quem trabalha com carteira assinada valham também para funcionários públicos, políticos e membros do judiciário: semana de 5 dias trabalhados com jornada de 8 horas (com cartão de ponto), descontados os dias ou horas descumpridos. Salário sem aditivos: auxílio paletó, moradia e nada e carro com motoristas e combustível pagos pelos contribuintes e salários máximos de até 30 vezes o salário mínimo; férias só com 30 dias. Privatizar as estatais para acabar com os desvios (a Petrobras vale menos de metade do que já valeu). Funcionários públicos só por concurso, sem nomeação: prisão até a devolução dos valores desviados, sem foro privilegiado. Todos são iguais a lei. Ou não? Foto: Firmino Caetano Junior. Mário A Dante. São Paulo/SP