17 de dezembro de 2014

Pernambuco saindo do atraso

Depois de anos de atraso,  Pernambuco finalmente reconheceu a mancada. Agora, sentindo a carência de mão de obra qualificada, o Estado firmou convênio para investir pesado na formação técnica e profissional de pessoas, a fim de atender a convocação do Polo Automotivo Jeep, de Goiana, aos Estaleiros de Suape, bem como às plantas industriais que possam se instalar no futuro no território pernambucano. Para abrir o leque de opções, juntaram-se no mesmo esquema a Universidade Federal de Pernambuco, o Senai, a Universidade Rural de Pernambuco e a Universidade de Pernambuco, juntamente com a Universidade Federal da Paraíba e Universidade Federal da Campina Grande/PB. Os cursos oferecidos a partir de 2015 pela parceria envolvendo a iniciativa privada e a pública estende-se desde os cursos técnicos de automação industrial, eletrotécnica, eletrônica, eletromecânica e mecânica a engenharia automotiva. No futuro, quando a demanda global estiver sendo atendida paulatinamente, a economia nordestina será outra. A família pernambucana, em especial, também, vez que não haverá hiatos na convocação de novos profissionais habilitados nas funções que forem aparecendo na indústria. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE