16 de dezembro de 2014

Por que os sinos das Igrejas não estão dobrando?

São passados muitos anos, em que os sinos dos templos católicos ficaram como que mudos, desaparecendo assim dos céus do Nordeste o inconfundível som saudoso das Igrejas. Era normal, nos dias determinados, nas horas certas, estavam os sinos marcando presença, badalando no alto das torres das Igrejas, anunciando o que seria celebrado no templo naquela ocasião. Nas cidades interioranas, principalmente, o sino era algo normal, com relação ao cotidiano dos residentes. Ao cair da tarde, a hora da Ave Maria, ou do Ângelus era comum vermos na sua maioria nessa ocasião, um cristão fazendo uma prece ou uma cruz com todo respeito. Quem não se lembra do que ao meio dia, o sino da igreja ou da capela quando badalava a referida hora, grande era o número de pessoas que faziam o sinal da cruz. Foto: Firmino Caetano Junior. Reinaldo Lessa. Recife/PE