31 de janeiro de 2015

Aposentados na mira do Governo e viúvas vão passar fome

No Brasil, os aposentados são os primeiros na "alça de mira do Governo" com medidas de restrição no benefício, pretendendo agora, reduzir à metade a pensão por morte às viúvas. O pretexto é a necessidade de ajustes na economia. Alegação infundada e ridícula, injusta e ineficaz. "Contemplando-os" com a perspectiva deprimente de deixar as viúvas passando privações. Somente o Governo não reconhece. Os ínfimos valores de aposentadorias e Pensões pagas, bem como do Salário Mínimo e seus aviltantes aumentos, que tocam à absoluta maioria do Povo, não é que quebram o País. Houvesse seriedade nas medidas de contenção de gastos, o ponto de partida seria outro: a máquina do Governo. A "alta cúpula". Além da quantidade exagerada, os seus salários são maiúsculos. E quando estes privilegiados resolverem legislar em causa própria, arbitram seus aumentos. Enquanto para aumentar o Salário Minimo são inúmeras e extenuantes as discussões, para não quebrar o Brasil. Até o final consenso: O aumento possível é R$ 64,00. A partir daí, aos aposentados resta aguardar o que vai sobrar, depois das manipulações da Previdência Social. Foto: Firmino Caetano Junior. José Mendonça. Recife/PE