9 de janeiro de 2015

Falta de vergonha dos parlamentares

No próximo dia 31 acaba a atual legislatura. Começa novo período legislativo. Mas, do dia 23 de dezembro ao dia 2 de janeiro a Câmara fechou para as festas natalinas. Depois, férias legais para todos os 513 deputados até fevereiro. Mesmo no recesso acontecem fatos que, embora dentro da legalidade, são injustos para o padrão brasileiro. Como 24 parlamentares assumiram cargos de governador, vice, ministro ou secretário estadual, abriram vagas para os suplentes receberem salário e benefícios proporcionais, mesmo sem trabalhar um dia sequer. Isto não é uma aberração? Um gasto à toa. Foto: Luiz Solano. Carlos Ivan. Olinda/PE