18 de abril de 2015

Descaso Público

Quando a finalidade do projeto é favorecer o social, o poder público relaxa, parece que propositadamente.  Pelo menos com o Corredor Leste/Oeste, o desleixo é visível. Passados quatro anos de iniciado, das 26 estações prometidas na obra do BRT, apenas 11 encontra-se em operação. Todavia, outras 15 permanecem fechadas, sem previsão de funcionamento, e 4 estações nem saíram do papel. Idealizado para transportar cerca de 160 mil passageiros, quando concluído, embora muito importante para a mobilidades do Grande Recife, o BRT, no momento, beneficia somente 38,5 mil usuários/dia. Numa clara e evidente demonstração de que em matéria de mobilidade, o quadro na capital pernambucana é desolador. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE