10 de agosto de 2013

Balanço do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal

Vimos publicados balança do primeiro semestre de 2013 dos bancos privados e, até agora, do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, nada. Esses programas eleitoreiros do governo federal, como Minha Casa Minha Vida, Minha Casa Melhor, etc, que emprestam a juros subsidiados de 4,5% ao ano, podem estar dando um rombo nos cofres dos bancos federais. Um banco enxuto e sólido vive de juros e garantias. Se ele empresta barato, falta caixa e o único que poderá repor será o Tesouro Nacional. Só que o o tesouro também não tem e recorrerá ao mercado pagando juros de 8,5%, gerando déficit de 4%. Já vimos esse filme antes, e não é sem motivo que a dívida interna do governo chega, hoje, a R$ 2,0 trilhões. Se fosse um banco privado o Banco Central já teria executado. Mas, como está em jogo bancos estatais, quem pagará a conta? Foto: Firmino Caetano Junior. Beatriz Campos. São Paulo/SP