29 de setembro de 2013

Em defesa dos concursados e cadê as vagas?

O deputado Daniel Coelho, está em defesa dos servidores da Universidade de Pernambuco. Os funcionários do Estado se queixam do fato de suas carreiras não terem o reconhecimento devido, nem os benefícios que a titulação deveria promover. Além disso, pedem que candidatos que realizaram o último concurso da instituição sejam chamados para as cerca de 500 vagas que abriram para funcionários temporários. Se há necessidade de mais servidores, porque não a convocação dos que foram classificados no último concurso realizado e estão aptos? Através do concurso, o servidor vai poder construir uma carreira, esta é a melhor forma para valorizar a profissão, diz o parlamentar. Em 2012 foi realizado um concurso para 157 vagas e os aprovados foram concursados. No entanto, logo após, o governo publicou dois decretos autorizando a contratação de 500 temporários para vagas que estavam prescritas no concurso. Daí a solicitação dos servidores para que sejam aproveitados os classificados não aprovados do certame. Com a palavra o governo do estado de Pernambuco, para se pronunciar sobre este descaso e urgente. Foto: Firmino Caetano Junior
UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO RESPONDE: Encaminhamos sua reclamação para ciência da Pró-Reitoria Administrativa desta UPE. Maria do Rosário Lapenda. Ouvidora Central/UPE