12 de novembro de 2013

Água roubada estava sendo usada no plantio de maconha

A Companhia Pernambucana de Saneamento deflagrou uma operação para combater ligações clandestinas de água na Adutora do Sertão e, com isso, garantir que o recurso chegue aos consumidores do interior. A Operação Água Legal, realizada em parceria com a Secretaria de Defesa Social, conseguiu erradicar 29 pontos de furtos em cinco dias de ação nos municípios de Cabrobó, Belém de São Francisco e Salgueiro. O volume de água que estava sendo desviado seria suficiente para abastecer 30 mil pessoas, o equivalente a mais da metade de Salgueiro ou duas vezes a cidade de Parnamirim. Graças à operação, o esquema de abastecimento está sendo normalizado em cinco municípios castigados pela seca, beneficiando cerca de 120 mil pessoas do Sertão de Pernambuco. Ao todo, 23 roçados estavam sendo mantidos com água furtada de tubulações da Compesa. Desse total, nove eram plantações de maconha. Como ninguém foi encontrado nas propriedades onde havia as ligações clandestinas, a Polícia Militar não conseguiu efetuar nenhum flagrante. Foto: Cortesia.