28 de novembro de 2013

Incongruência petista

De disparate em disparate o governo petista mostra ao país que o governo não tem neurônios para raciocinar ao ser tão ridículo. Assim, o Banco Central dizer que correção de poupanças passadas poderá levar aos bancos uma crise financeira é o mesmo que dizer que os mensaleiros vão ficar pobres se devolverem os valores de suas falcatruas. O presidente da Câmara dizer que é muito grave declarar que o parasita Genoino seria incapaz para o trabalho é insinuar que algum dia ele tenha trabalhado, conforme suas próprias palavras ao não se reeleger. O ministro da justiça fazer denúncia contra alguém baseado em declarações anônimas é mostrar toda sua pureza angelical. Os petistas são ridículos com seus argumentos de “João sem braço” e o povão de “boa fé”, acredita. É, obviamente, a ignorância que “pulula” neste país  ao permitir e aceitar tais incongruências. Cruzes! Foto: Firmino Caetano Junior. João Roberto Gullino. Petrópolis/RJ