2 de novembro de 2013

Resultados positivos só nas propagandas do governo

Bastante propagandeadas, as chamadas Escolas de “Referências” são  tidas pelo governo como o modelo de educação a ser disseminado pelo  país. Laboratórios equipados, bibliotecas em  funcionamento, projetos diversificados, quadra poliesportiva, salas climatizadas, acomodações especiais para alunos e professores é o que se mostra na mídia. Porém,  atos de protestos realizados pelos  alunos, põem abaixo o mito que cerca essas unidades de ensino.  No município de Escada (Mata Sul) por  exemplo, o Erem  Monsenhor João Rodrigues, sem suporte técnico, o laboratório  de informática  quase não é utilizado pelos alunos, a biblioteca (sem bibliotecário) antes funcionando sob a responsabilidade de professores readaptados, atualmente, encontra-se  fechada. No município de Cedro (Sertão pernambucano) alunos do Erem Manoel Joaquim Leite, realizaram ato de protesto e ainda, gravaram um vídeo denunciando as péssimas condições estruturais da  escola. Em Olinda,  alunos da Escola de Referência foram às ruas cobrar  professores, equipamentos,mesas, cadeiras para a unidade de ensino. Escolas de "Referências" só na propaganda do governo Eduardo Campos. Foto: Albênia Silva. Camaragibe/PE