3 de novembro de 2013

Caixa de gordura é a causa maior pela obstrução da rede de esgoto

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) irá intensificar as fiscalizações e aplicações de multas para os estabelecimentos comerciais que não possuem caixas retentoras de gordura ou que não realizam as manutenções periódicas. Quando a gordura não é retida por essas caixas e alcança a rede, ela se torna rígida e pode obstruir por completo a tubulação, ocasionando extravasamentos de esgoto nas vias. O foco das ações será bares, restaurantes, padarias, shoppings e lanchonetes, onde há produção de alimentos em larga escala. A decisão foi tomada em virtude do grande número de serviços de manutenção atrelados à essa questão. A problemática da caixa de gordura foi transformada em um programa, chamado de Caixa Limpa, que irá percorrer os estabelecimentos autuando e multando para que a questão seja efetivamente resolvida. A responsabilidade da construção e manutenção do equipamento é do proprietário do estabelecimento e caso houver constatação de um desses problemas, o proprietário será autuado e terá um prazo de 10 dias para apresentar a sua defesa. Após esse período, se as questões não forem resolvidas, a Compesa aplicará uma multa no valor correspondente a duas faturas. Estão avisados. Foto: Divulgação