2 de dezembro de 2013

Descaso em hospital

No dia 17 deste mês, minha mãe de 81 anos de idade, foi internada no Hospital Evangélico de Pernambuco com uma infecção urinária e um AVC. Foi atendida pela Doutora Solange de Oliveira que passou medicação baseada nos laudos enviados de um outro hospital onde ela teve os primeiros socorros. No dia 20, está médica passou na enfermaria onde se encontrava minha genitora, mas não falou com a mesma, apenas fez a leitura no prontuário e foi embora. Dia 25, estava no hospital e resolvi falar com a tal médica sobre o quadro clínico e pedir mais informações. Ela simplesmente disse que tinha 100 pacientes e não tinha como lembrar quem era a tal paciente. Informei que o assunto era sobre uma anemia que minha mãe estava e precisando de doação de sangue, mais que ela tinha negado, sobre alegação que não estava em condições para tal procedimento. Logo em seguida foi vê-la e viu que o médico plantonista tinha prescrito uma Raio-X e ironizou dizendo: Como uma pessoa nessas condições pode levar raio e que no estado que se encontrava, só Deus. No dia 26, foi dado alta à minha mãe, que voltou para casa com uma sonda sem ser examinada pela tal médica Solange. Foto: Firmino Caetano Junior. Claudia Ferreira. Recife/PE