5 de fevereiro de 2014

Esta copa do mundo promete

Por mais que o governo brasileiro declare que o País estará de braços abertos para receber os visitantes das cidades-sede da Copa do Mundo de futebol, no fundo ele sabe que não terá estrutura nem estará preparado para lidar com as enormes manifestações populares mostrando o descontentamento com a cada vez pior situação dos problemas críticos que levaram o povo às ruas em junho do ano passado. E esses problemas agora são agravados por uma inflação crescente e pela constatação do desperdício de dinheiro público em obras superfaturadas e desnecessárias dos estádios da Copa, obras feitas num país com tantas carências de muitíssimo maiores prioridades. Lula, que tanto lutou para trazer a Copa do Mundo para o Brasil e muito se vangloriou disso, hoje estaria morto, se arrependimento matasse. Foto: Reprodução de televisão. Ronaldo Gomes Ferraz. Rio de Janeiro/RJ