20 de março de 2014

Construção de estádios, e o povo sofrendo nos hospitais, com inflação e outros descasos

É incrível a rapidez e eficiência nas construções dos estádios para a Copa do Mundo em 2014 no Brasil. Um prazo é determinado e cumprido em todas as suas metas. Não falta dinheiro nem funcionários para terminar a obra que irá beneficiar grandes empresários e pessoas de um certo poder aquisitivo. Em contrapartida, temos a transposição do rio São Francisco que foi completamente abandonada e a mídia esquece de retratar os problemas com os pobres que estão morrendo de sede e de fome. Não só morrem seres humanos, mas também animais e a vegetação. A bola rolando em campo com gritos e aplausos, um placar digno de campeões, públicos que deliram com gols, jogadores que têm seus salários milionários e "dignos" da sua profissão onde tudo isso resulta em um falso troféu de grandeza no grande país do futebol. Relembrando as palavras de um ídolo do futebol "Não se constrói Copa com hospitais". Eu contínuo as palavras dele afirmando que realmente não se constrói Copa com hospitais, e sim com o dinheiro que seriam construídos os hospitais,a transposição do Rio São Francisco, a construção de um salário-mínimo digno e de respeito para todos os brasileiros que driblam a inflação no Brasil no seu dia a dia. Eu quero torcer apenas por um Brasil melhor. Foto: web. Weydson Fernandes Lins. Recife/PE