9 de março de 2014

Lei sancionada por Dilma, foi um tapa na cara dos aposentados

A Lei Geral da Copa sancionada o ano passado por Dilma Rousseff tem uma bomba embutida no seu artigo 37, ao decidir que todos os jogadores das seleções vitoriosas nas Copas do Mundo de 58/62/70, titulares e reservas, ganharão um prêmio a ser pago pelo Ministério dos Esportes no valor de R$ 100 mil e mais uma aposentadoria calculada pelo teto mais alto, que hoje está em torno de R$ 3.800 e com um detalhe: o jogador falecido  transfere sua aposentadoria para seus descendentes. Me pergunto como isso passou sem que algum político tenha se manifestado contra este abuso, que além do mais, é um murro na cara dos aposentados do Brasil, sempre mal remunerados e jamais ouvidos pelos governantes. O que acontece com os políticos diante deste governo que gasta e esbanja nosso dinheiro como se fosse seu? Será possível que não cabe nenhuma ação pública contra este descalabro e contra esta injustiça contra os aposentados deste país? Foto: web. Mara Montezuma Assaf. São PauloSP