9 de abril de 2014

Assalto em ônibus e humilhação nas maternidades

No regresso para casa de familiares, residentes em Jardim Atlântico, bairro da de Olinda, estado de Pernambuco,  a jovem universitária, Natália Cavalcante Couto, 25 anos, neste fim de semana, recebeu ameaça de assalto, de uma dupla de adolescentes, dentro de um ônibus. Como conduzia o salario na bolsa, preferiu arriscar a própria vida, pulando do coletivo em movimento. Como o impacto com o chão foi tão violento, a jovem acabou falecendo, em função do grave traumatismo-crânio-encefálico resultante da inesperada reação da universitária. Por outro lado, nas maternidades públicas, as mulheres não se livram da violência obstétrica, de determinadas humilhações, ocasionadas pela pressão psicológica, coação, agressões físicas e emocionais, vividas durante a preparação para o parto e também no pós-parto. Sem ter a quem apelar, o jeito é a mulher recifense viver aventurando com a sorte, suplicando até aos espíritos de luz a proteção divina, vez que as autoridades territoriais não demostram capacidade para resolver o terrível problema da crescente e apavorante violência urbana que rola na Região Metropolitana do Grande Recife, com gosto de gás, e sem dó nem piedade. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE