17 de abril de 2014

Barulho está deixando o povo surdo

O velho costume do som alto nos carros é um verdadeiro absurdo. O barulho infernal das motos azucrinando os ouvidos das famílias, perturbando o lado emocional das pessoas acamadas, curtindo doença, dos idosos que só querem paz e sossego. Além de torrar a paciência, cometem delitos contra o bem estar comum. Essa terrível mania, infelizmente, acontece com regularidade nas ruas do Grande Recife, sem que se tomem providências. Apesar de leis proibindo a ousadia dos perturbadores do sossego alheio, a polícia não age, os guardas municipais ficam na sua, não aparecem, não fazem rondas etc, Neste rolo, também podem ser incluído os agentes de trânsito da cidade Olinda, que diga de passagem, digna de nota zero. Difícil é encontrar um agente de de trânsito trabalhando na orla, seja proibindo as irregularidades nos estacionamentos das praias do município, evitando as filas duplas, multando os carros e motos que costumam estacionar em cima da faixa de pedestres e, alguns com seus veículos na maior altura com sistema de som de fazer inveja a qualquer loja de departamento de acessórios, como este que aparece na foto de Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE