2 de julho de 2014

Desconforto nos ônibus durante Copa do Mundo

Estádio nota 9 (cadeiras mais apertadas do que as de avião), ficamos praticamente trepados sobre quem fica a nossa frente, com mobilidade zero), jogo de emoção nota 8 (melhorou no final das partidas e pênaltes), mobilidade e obras de acesso inacabadas, nota zero (0). Na volta pelo BRT (Bus Rapid Transit), filas quilométricas desorganizadas, ônibus lotadíssimos, nenhum tratamento diferenciado nem para idosos, crianças e gestantes, além de ponto de embarque escuro com enormes formigueiros mordendo passageiros antes do embarque, após longa caminhada e espera do estádio até os ônibus. O desconforto da volta foi superado pela alegria e animação dos torcedores brasileiros, estes, sim, verdadeiros campeões de superação. Foto: Firmino Caetano Junior. João Guilherme. Recife/PE