1 de julho de 2014

Palafitas e Miséria no Recife

As palafitas erguidas às margens do Canal do Eros, no bairro de afogados, é o retrato da miséria que reina sobre a maioria da população do Recife e um péssimo cartão postal para os turistas que nos visitam. No local não só os ratos convivem com os seus moradores e sim a falta de saneamento básico, higiene, muitas cobras, baratas, bilhões de muriçocas, etc, que não deixa ninguém dormir a qualquer hora do dia e principalmente a noite. A vantagem de morar no local, é não ter que pagar contas de água, luz, telefone, IPTU e por ai vai. Outra vantagem: É que os moradores não correm o risco de pegar dengue, pois água limpa não existe, só a única que passa a sua margem que diga de passagem, misturada com lama, barro, urina, fezes etc, pondo em risco à saúde dos moradores. Porém não devemos ficar colocando a culpa só no governo por este descaso e quadro de pobreza. É preciso que a sociedade colaborem (aqueles com mais recursos financeiro), dividindo um pouco do seu supérfluo, pois quando morrerem nada irão levar seus bens materiais no caixão para o céu ou inferno. Não é verdade? Foto: Firmino Caetano Junior. Recife/PE