20 de setembro de 2014

Operação Pedra Noventa: até cavalos eram comprados para lavagem do dinheiro roubado

A Polícia Federal em Sergipe deflagrou dia 17 último a operação denominada "Pedra 90"  chamado por este nome em razão que no mês de janeiro deste ano foram apreendidos 90 kg de crack. Além disso, o termo "pedra 90" é utilizado por presos que se apresentando sempre como empresários bem sucedidos no ramo de vaquejada. Nesta ação foram cumpridos oito Mandados de Prisão Preventiva, oito Mandados de Busca e Apreensão e um Mandado de Condução Coercitiva. Os mandados foram cumpridos nos Estados de Sergipe, Alagoas, Pernambuco, e no Pará. O objetivo da operação foi desarticular uma organização criminosa voltada ao tráfico interestadual de drogas e lavagem de dinheiro que consistia na compra de entorpecente bem como a aplicação do dinheiro proveniente do tráfico de drogas em bens de luxo, como por exemplo fazendas, cavalos de raça etc. Um dos chefes da organização preso na operação, era proprietário de um Haras na cidade de Palmeira dos Índios, Alagoas, e recentemente teria negociado um cavalo pelo valor de R$ 200.000,00. Os envolvidos estão presos à disposição da justiça. Foto: Divulgação da Polícia Federal de Pernambuco