11 de outubro de 2014

Aumento de salários dos professores, não vai acontecer nem tão cedo

Na promessa de campanha o governador eleito Paulo Câmara afirmou que iria dobrar o Piso dos professores. Quem não sabe o Piso Nacional é reajustado a cada mês de janeiro, e portanto, os professores esperavam que a promessa seria para 2015, que seria o certo. Porém, em entrevista para um canal de TV Paulo Câmara disse que o salário será 'dobrado' ao longo de seu governo. É brincar e abusar da credibilidade dos trabalhadores. Mas, para mim, não é novidade. Conheci Paulo Câmara quando participava das mesas de negociação junto ao Sintepe, e ele como secretário de administração do governo, comparecia as reuniões munido de dados para justificar todos os nãos que Eduardo Campos sempre deu às questões financeiras de nossas pautas de reivindicações. Paulo Câmara e Danilo Cabral (secretario de educação na época) contribuíram para achatar o salário dos servidores da educação. Em 2010 desmontaram nosso PCC, e perdemos a Gratificação do Magistério que representava 40% sobre o salário base. Tivemos o desconto dos dias parados da greve em 2009 e o governo nos impediu a reposição das aulas. O vale transporte e o difícil acesso (agora tabelado) estão congelados há 4 anos. Realmente os professores foram enrolados. Foto: Maria Albenia. Camaragibe/PE