5 de outubro de 2014

Buraco na pista e obra inacabável, na cidade onde o prefeito não trabalha

Uma prova de que a omissão e o descaso tomam conta da administração pública de Olinda estão configurados na construção do estádio de futebol do município. Mesmo de pequeno porte, com capacidade para receber apenas 10.700 torcedores, o estádio de Olinda passou 22 meses parado. A obra, desde 2008, não sai do papel. A inauguração é sempre adiada. Segundo a Secretaria de Obras da cidade, tudo indica que a inauguração do estádio acontece no inicio de 2015. Só que tem um detalhe. Inicialmente projetado para custar R$ 7,1 milhões, com as inexplicáveis paralisações, as obras do estádio agora foram reavaliadas para algo em torno de R$ 10,5 milhões. O problema é que, enquanto a obra esteve parada, aconteceram muitos problemas. Como estava abandonado e não existe muro separando a obra da via pública, o local foi eleito como ponto de consumo de drogas, centro de prostituição e antro de roubos e vandalismo. O mato e o lixo incomodam bastante as famílias do entorno. Enquanto isso este buraco no meio da pista da Avenida Carlos de Lima Cavalcanti, bairro de Casa Caiada, se encontra aberto há vários dias. Colocam cones para alertar os motoristas e funcionários da prefeitura nunca mais voltaram para terminar serviço. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE