5 de outubro de 2014

Insegurança nas estradas e haja buracos

Encontrar um lugar seguro no Brasil tá difícil. Até a BR-232, que liga o Recife ao Agreste e ao Sertão pernambucano, virou antro de bandidos e refúgio de assaltantes. Faz poucos dias, três assaltos chamaram a atenção. No município de Pombos, o motorista de uma van, que conduzia um grupo de advogados mineiros, morreu ao receber um balaço no corpo, desferido por bandidos. Em Bezerros, foram os sulanqueiros que tiveram a infelicidade de perderem celulares e dinheiros durante o assédio de assaltantes, armados de espingardas e pistolas. Em Gravatá, na subida da Serra das Russas, 10 pessoas foram surpreendidas com a inesperada visita de criminosos ousados e cheios de direito. Geralmente, as investidas criminosas acontecem durante a madrugada. Como a Polícia Rodoviária Federal se limita apenas investigar e prender os bandidos, o motorista que se aventurar a enfrentar a estrada nas altas horas da noite, só pode contar com a sorte. Outro detalhe é que está estrada se encontra cheia de buracos, causando transtorno à todos. A quem apelar? Foto: Edson Campos E Silva. Carlos Ivan. Olinda/PE