29 de novembro de 2014

Feira do Troca-Troca

O comércio informal com o nome de troca-troca parece que tinha se acabado no Recife. Passando pela avenida Dantas Barreto, no bairro de São José, pude observar que ao lado do Camelódromo, e a poucos metros de um terminal de passageiros que funciona na área, um monte de pessoas no meio da rua e em um galpão bem amplo, vendendo todo tipo de mercadoria tais como: Alfinetes, cuecas, meias, peças usadas para aparelhos eletrônicos, eletrodomésticos, bicicletas, carros e por ai vai. Também se vende os tradicionais cds e dvds piratas, que levou várias bandas, cantores, lojas especializadas nas vendas de discos e até gravadoras à falência. Quem for lá pode encontrar até animais silvestres raros. Os "comerciantes" que não paga impostos e vendendo mercadorias duvidosas só saem do local em disparada, quando percebem a presença da polícia de longe, que não deixa de ser curioso este detalhe. Afinal, esse tipo de comércio não tinha se acabado no Recife? Com a palavra as autoridades. Foto: Firmino Caetano Junior. Recife/PE