6 de janeiro de 2015

Cidades sem Oftalmologistas e haja sofrimento

O interior pernambucano também sofre, além de outros problemas comuns, com a falta de oftalmologistas na rede pública. Dos 185 municípios, somente 51 dispõem do serviço de oftalmologia.  Por isso, os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) são obrigados a se deslocar para o Recife, a fim receber tratamento de qualidade pelo sistema. O difícil é encontrar vaga na emergência oftalmológica. Daí as longas filas, a demora no atendimento, apesar da oferta da avantajada oferta de consultas grátis. Quem sofre de glaucoma, então, o sofrimento é maior porque o transporte da prefeitura é precário com os ônibus caindo aos pedaços de tão velhos. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE