14 de fevereiro de 2015

Calote em alta por parte de donos de motos

Das 23 milhões de motos que circulam no País, 41,2% estão inadimplentes com o pagamento do seguro DPVAT desde o ano passado. Ou seja, mais de 9,5 milhões de veículos. O que é considerado um recorde negativo histórico. O montante representa uma baixa de R$ 2,77 bilhões em arrecadação, visto que o seguro obrigatório é de R$ 292,01. Vale lembrar que em 2013, 39,7% dos motoristas deveriam o pagamento do seguro. Em 2012, o índice era de 37,7%. A principal justificativa para o não pagamento da dívida é que muitos motociclistas não informam  aos Detrans quando os veículos estão fora de circulação. Assim, as motos continuam sendo consideradas para o pagamento do seguro (DPVAT). Foto: Firmino Caetano Junior. Recife/PE