3 de fevereiro de 2015

Estado na rota do retrocesso

Acreditando no potencial pernambucano, muitas empresas se instalam na zona da Mata Norte, na área de Goiana. A maior é a Jeep, da Fiat Chrysler, que investiu R$ 7 bilhões no projeto da fábrica. No entanto, a falta de ligação rodoviária entre Paulista e Prazeres, em Jaboatão, compromete o apoio logístico das empresas. A indecisão em construir o pequeno trecho de 30 quilômetros de extensão da rodovia BR-101, entre os dois municípios, conhecido como Arco Metropolitano, afeta a competitividade das megaempresas. Desestimula o progresso. Conduz Pernambuco na rota do retrocesso. Foto: Firmino Caetano Junior. Carlos Ivan. Olinda/PE