22 de fevereiro de 2015

Ética, postura e educação

Se Da. Dilma não sabe, alguém tem que lhe ensinar que, como presidente de uma nação, não pode ter reações melindrosas sobrepondo aos interesses do país. Sua preferência particular por marginais nunca poderá ser, publicamente, superior aos trabalhadores e à população em geral que, diariamente, sai de casa para percorrer o corredor da morte do dia-a-dia num país onde se mata impunemente com o beneplácito das autoridades ou morre-se em hospitais públicos por descaso. Sua reação em se negar a receber o embaixador da Indonésia, mostrou toda sua falta de educação, postura, ética e diplomacia, envergonhando o mais simples dos mortais. Foto: Portal Globo. João Roberto Gullino. Petrópolis/RJ